Hospital de Farim recorre à técnica denominada “Mãe Canguru”

Segundo noticiou a jornal digital guineense “O Democrata“, os médicos do Hospital de Farim utilizam a técnica denominada ” Mãe-Canguru” devido a falta de energia eléctrica que impossibilita o uso da incubadora, como forma de permitir aos recém-nascidos ganhar certa temperatura corporal adequada a sua sobrevivência.

mae-fazendo-metodo-canguruDe acordo com o relatório produzido pela Universidade de Castelo Branco (ver doc), o Método Mãe-Canguru foi desenvolvido em 1979 pelos doutores Héctor Martinez e Edgar Rey  Sanadria,  na  Colômbia.  Este  método  tem  como  objetivo  garantir  ao  recém-nato prematuro de baixo peso um atendimento  mais humanizado, estimulando o contato precoce entre a mãe e o bebê, de forma crescente e prazerosa, quando o recém-nato é colocado em contato pele a pele com a mãe na posição verticalizada entre os seios, proporcionado calor, estímulo, carinho e aleitamento materno. O método é aplicado em três etapas, a mudança de etapa  depende  da  melhora  do  recém-nascido.  Este  estudo  foi  realizado  sob  a  forma  de levantamento  bibliográfico  tendo  como  objetivo  apresentar  o  funcionamento  do  “Método Canguru” e observando as precauções a serem tomadas na 1ª fase de aplicação do método.

Verificamos  a  eficiência  do  método  para  recém-nascidos  de  baixo  peso,  porém  estudos devem  ser  realizados  no  sentido  de  avaliar  a  segurança,  a  tolerabilidade  e  vantagens  da utilização do mesmo antes de se alterar os métodos tradicionalmente utilizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *